A minha intenção é de somente divulgar uma pesquisa que realizei durante muito tempo, procurado saber sobre os diversos tipos de temperos, por uma mera curiosidade gastronômica. Gosto muito da gastronomia e sempre que posso me dedico a pesquisas nesse sentido. Tudo que escrevo aqui é fruto de pesquisa e, faço muitas copias daquilo que pesquisei. Não informo a fonte da pesquisa, pois verifiquei que em muitos sites se repetem os textos de outros sites, o que tornou difícil eu saber, na grande maioria, o autor da publicação e por isso omito esta informação. Se alguém identificar um texto seu, por favor, me indique que prontamente estarei indicando a sua autoria.

Gostaria que todos me ajudassem a enriquecer estas informações, complementado as que já existem, adicionando outras que julgar relevantes, e colaborado com novos temperos e/ou receitas.

Seguidores

quarta-feira, 31 de agosto de 2011


FAGARA

Dados Gerais: 


A Fagara (Zanthoxylum fagara) chamada também de Pimenta-Sichuan, Pimenta-Chinesa ou Menta-Anisada, não é exatamente uma pimenta, mas os frutos secos do freixo espinhoso, árvore nativa de Sichuan, a Chia. De origem asiática, mais representativa na região do Himalaia, no centro-sul da Ásia e China. Nas Américas e na África, é pouco utilizada na c ulinária. 
Temperos das folhas da mesma planta também são usados no Japão. As vagens das sementes maduras são abertas, de modo semelhante ao anis-estrelado, e provavelmente é por isso que a fagara é chamada de pimenta-anis. As bagas têm um aroma silvestre, picante, e sabor ácido. A fagara é essencial na mistura chinesa das cinco especiarias, junto com o anis-estrelado, o cravo da índia, o funcho e a cássia. Para serem usadas, as bagas devem ser torradas e depois moídas. Os grãos perfumados e fortes da pimenta Sichuan devem ser torrados em uma panela "wok" até ficarem dourados e seu aroma ser liberado, e então devem ser triturados com pilão e almofariz.

Utilização/Preparo:

Inteira ou moída, a fagara é muito utilizada na culinária chinesa, especialmente com frango e pato. Faz parte da famosa mistura japonesa "7 sabores" (shichiml). As folhas secas e moídas transformam-se em outra especiaria japonesa chamada sansho.

Conservação:

Coloque as sementes em recipiente fechado, em lugar seco, ao abrigo da luz solar e ventilado.

Cuidados na Compra:

Devemos cuidar a data de validade. Normalmente é muito difícil conseguir a fagara fora da China, portanto tome muito cuidado ao adquiri-la.

Cuidados no Uso:

A fagara pode irritar a pele sensível. Use bem diluído. Evitar o uso durante a gravidez.

Curiosidades:

No século VIII. o Imperador Te-tsung bebia chá aromatizado com bagas da fagara, que constituía um presente muito apreciado. Com o passar do tempo, passou a ser usado na China como condimento da mesa quotidiana.

A Faraga é super aromática, com um toque um pouco cítrico, e provoca na boca, quando usada em abundância, uma sensação de dormência, especialmente na língua.

Por muitos anos, grãos da Faraga eram ilegais de importação para os Estados Unidos como eram portadores potenciais de uma doença dos citros. Hoje em dia existem novas maneiras de processar os grãos de pimenta e a proibição é suprimida.

Algumas receitas:

Filés ao Molho de Fagara e Roquefort

Rendimento:
6 porções

Ingredientes:
6 dentes de alho picados
2 colheres de sopa de azeite
3 colheres de sopa de sálvia desidratada
2 colheres de chá de fagara
6 filés de frango marinados por 1 hora
4 colheres de sopa de óleo
1 xícara de chá de creme de leite fresco
100 g de queijo roquefort picado
1 colher de chá de molho inglês
200 g de brócolis cozido
sal a gosto

Modo de preparo:
Frite o alho no azeite até dourar. Junte a sálvia, 1/2 colher (chá) de fagara e uma pitada de sal. Deixe esfriar. Recheie os filés com essa mistura, enrolando como rocambole e fixando com palitos. Coloque em uma panela os filés enrolados e o óleo e deixe fritar de todos os lados. Depois, acrescente o creme de leite fresco, o queijo roquefort e o molho inglês. Prove o sal e junte a outra metade da fagara. Sirva com os buquês de brócolis cozidos.

Tiras de Carne com Legumes e Fagara

Rendimento:
4 porções

Ingredientes:
500 g de lombo de boi
1 colher de sopa de fagara
2 colheres de sopa de óleo vegetal
2 pimentões médios cortado em quadrados de 1,5m cm
2 cebolas médias cortadas em quadrados de 1,5 cm
Sal a gosto

Modo de preparo:
Cortar a carne em tiras finas polvilhar com o sal e a fagara. Colocar 1 colher de sopa do óleo numa wok ou numa frigideira grande em fogo alto. Adicione a carne e frite cerca de 1 minuto, retire a carne e aqueça o restante do óleo na mesma panela. Adicionar os pimentões e as cebolas refogue por 5 minutos. Colocar a carne e cozinhar, mexendo de vez em quando, até que a carne e os vegetais são revestidos pelo molho. Sirva imediatamente.

Costeletas de Porco Assada ao Vinho Tinto e Fagara

Rendimento:
4 porções

Ingredientes:
4 costeletas de porco
9 cebolas pequenas cortadas em tiras
2 colheres de chá mistura de pimenta do reino branca e preta, pimenta rosa e fagara
1 colher de sopa de vinagre balsâmico
250 ml de vinho tinto seco
125 ml de caldo de galinha
sal a gosto
azeite 

Modo de preparo:
Aqueça o azeite em uma panela e fritar as costeletas de ambos os lados durante cerca de 3 minutos, retire e reserve. Adicione as cebolas e refogue por 2 minutos. Adicione o sal e as pimentas e mexa bem. Despeje o vinagre, mexa e adicione o vinho tinto. Deixe ferver, diminua o fogo e coloque as costeletas. Cozinhe com a panela coberta para cerca de 1,5 horas, vire a carne de vez em quando. Após 1 hora retire a tampa. Sirva quente.

Um comentário:

  1. Muito bomMuito interesante ,você repassar estes conhecimentos. Obg.

    ResponderExcluir